'Agente 86' atualiza humor da série de TV dos anos 60

Steve Carell interpreta o atrapalhado espião que luta contra perversos agentes da organização criminosa Kaos

Rodrigo Zavala, da Reuters,

08 de junho de 2019 | 12h18

Quando se anunciou a adaptação para o cinema de Agente 86, que estréia nesta sexta-feira, 20, inicialmente houve o medo de não achar substituto à altura para o ator Don Adams, protagonista da série de TV criada pelo diretor e humorista Mel Brooks nos anos 60, que morreu em 2005.     Veja também: Trailer de 'Agente 86'  O problema foi resolvido com a escolha de Steve Carell para o papel do atrapalhado espião. Considerado um dos melhores humoristas do cinema e da TV nos Estados Unidos, o ator atuou em filmes como Pequena Miss Sunshine, Virgem aos 40, A Volta do Todo-Poderoso e o seriado The Office. Carell é fã confesso da antiga série e ficou na linha de frente do projeto como produtor-executivo. Para garantir o respeito ao seriado original, foram chamados seus roteiristas, Mel Brooks e Buck Henry. Como no original, Maxwell (Carell) é um espião um tanto incapaz, que luta contra os perversos agentes da organização criminosa Kaos. Em um dos ataques à sede de sua organização, conhecida pela sigla C.O.N.T.R.O.L.E., os malfeitores roubam os arquivos com as identidades secretas dos espiões espalhados pelo mundo e colocam em marcha seu plano terrorista. Sem outra opção, o Chefe (Alan Arkin, de Pequena Miss Sunshine) se vê obrigado a enviar Maxwell para combater os criminosos. Para acompanhá-lo (ou salvá-lo), é enviada a agente 99 (Anne Hathaway, de O Diabo Veste Prada), para quem o herói tentará provar sua ousadia. Com a missão de desmantelar a Kaos e suas atividades ilegais, como o tráfico de armas nucleares, a dupla viaja pelo mundo colecionando piadas e as mais inusitadas situações - como um vilão com problemas emocionais, para quem Maxwell serve como terapeuta em meio a uma perseguição. Embora, às vezes, tenha algumas falhas de ritmo, Agente 86 tem a seu favor sair da mesmice das comédias para toda a família. Equilibra a surpresa e a sutileza, tão caros ao humor sofisticado, com uma série de piadas simplórias e consegue, assim, agradar a todos. Em tempo - para quem quiser conhecer, lembrar ou comparar, a série de TV está sendo lançada em DVD .

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.