REUTERS/Lucas Jackson
REUTERS/Lucas Jackson

Agência de Hollywood critica Disney em discussão sobre 'Viúva Negra'

A Creative Arts acusou o estúdio de atacar o caráter da atriz Scarlett Johansson

Reuters, O Estado de S.Paulo

02 de agosto de 2021 | 07h45

Uma das maiores agências de talento de Hollywood criticou o estúdio Disney em uma discussão pública e acalorada sobre a alegação da atriz Scarlett Johansson de que ela perdeu dinheiro no lançamento do seu filme Viúva Negra.

Em um comunicado, Bryan Lourd, copresidente da agência Creative Arts (CAA), acusou a Disney de atacar o caráter da atriz e de revelar o seu salário de US$ 20 milhões pelo filme de super-herói “em uma tentativa de usar o seu sucesso como artista e empresária como uma arma”.

Lourd, que também representa Johansson, emitiu o comunicado na sexta, 30, um dia depois de a estrela de Viúva Negra processar a Disney por violação de contrato ao ter lançado o filme em 9 de julho na sua plataforma de streaming ao mesmo tempo em que estava nos cinemas, reduzindo o que ela esperava receber em porcentual das arrecadações de bilheteria.

Johansson, de 36 anos, uma das atrizes mais populares de Hollywood e entre as mais bem pagas, fez nove filmes da Marvel com a Disney.

A Disney respondeu dizendo que “não havia mérito” no processo. Também revelou que Johansson havia recebido US$ 20 milhões pelo filme e que o processo mostrava “um cruel desprezo” pelos efeitos da pandemia.

Lourd disse que a Disney “de maneira descarada e falsa acusou a senhorita Johansson de ser insensível com a pandemia global de covid-19”.

“Os ataques diretos da Disney ao seu caráter e todo o resto que eles implicam estão abaixo dos padrões da empresa para a qual muitos de nós da comunidade criativa trabalhamos com sucesso por décadas”, acrescentou Lourd. A Disney não respondeu a um pedido por comentários sobre o comunicado de Lourd.

Viúva Negra, a história da assassina russa que se tornou uma Vingadora, arrecadou US$ 80 milhões de dólares na bilheteria dos EUA e do Canadá em seu fim de semana de estreia. O filme também gerou US$ 60 milhões em compras no Disney+, disse a Disney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.