Associated Press
Associated Press

Advogado de Polanski volta a pedir liberdade condicional

Representante do cineasta apresentou novo pedido de fiança com 'garantias' de que não haverá fuga

Associated Press,

02 de novembro de 2009 | 14h57

O advogado do diretor Roman Polanski apresentou nesta segunda-feira, 2, uma nova oferta de pagamento de fiança a um tribunal suíço que garanta a liberdade condicional do cineasta.

 

Hervé Temime, representante francês de Polanski, indicou que sua oferta inclui "a garantia adequada" de que o diretor não fugirá se sair da prisão. O diretor de 76 anos permanece detido na Suíça enquanto aguarda uma decisão sobre sua extradição para os EUA.

 

O Ministério da Justiça da Suíça rejeitou na sexta-feira o pedido de pagamento de fiança, considerando que Polanski é um caso que apresenta um grande risco de fuga., e disseram que não houve pagamento. Temime indicou no domingo que sua nova proposta incluiria uma soma de dinheiro "muito importante", mas não voltou a dar detalhes sobre seu pedido.

 

Polanski, que foi preso no dia 26 de setembro, é acusado nos EUA por ter mantido relações sexuais com uma menor de 13 anos em 1977. O diretor não estava no país quando foi dada sua sentença.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaPolanski

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.