Adam Sandler estréia comédia sobre latinos em NY

Nem todos os latinos que emigram para os Estados Unidos atingem a projeção de Jennifer López. A maioria desempenha funções domésticas, como Flor, a personagem de Paz Vega em Espanglês. O título é uma alusão à mistura de espanhol e inglês que eles falam.É o novo filme de James L. Brooks, a quem se devem Laços de Ternura e Melhor É Impossível. Quando seu filme começa, uma garota que pleiteia uma bolsa de estudos numa universidade tem de escrever um texto sobre a mulher que mais a inspirou. Ela escolhe a mãe, Flor. Abandonada pelo marido, a heroína tenta a sorte nos EUA. Emprega-se na casa de Tea Leoni, casada com o chef Adam Sandler. A família é disfuncional (filha obesa, avó bêbada, etc.). Para complicar, a mãe tem uma aventura extraconjugal (com o garanhão de Sideways) e Sandler sente-se atraído por Flor. Quem não se sentiria? Paz Vega é a atriz de Lúcia e o Sexo. Na melhor cena, Sandler a leva ao restaurante e prepara um prato que é uma declaração de amor. O cinema usou muitas vezes a comida para criar metáforas de sexo. Brooks transforma o minimalismo da nouvelle cuisine em puro platonismo. O filme possui certo encanto, mas o diretor parece não saber direito aonde quer chegar.

Agencia Estado,

04 de março de 2005 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.