Acusação de plágio contra Dan Brown pode atrasar filme

A estréia britânica do filme baseado em O Código Da Vinci, de Dan Brown, pode ser atrasada ou suspensa devido ao processo por plágio apresentado contra a editora, informa hoje o jornal The Times. Michael Baigent e Richard Leigh, autores de The Holy Blood and the Holy Graal (O Sangue Santo e o Santo Grial), sustentam que Brown plagiou em seu romance a complexa estrutura do livro que eles escreveram há 22 anos.Na próxima semana, Brown, que ficou multimilionário com o livro O Código Da Vinci, deve comparecer perante um tribunal londrino para prestar testemunho a favor da editora Random House.O resultado do julgamento pode ter repercussões sobre a lei de "direitos autorais" já que estabelecerá até que ponto um autor pode tomar emprestadas idéias de outro. Se o juiz der a razão aos querelantes, estes podem tentar obter um mandato judicial que afetaria tanto as vendas do livro como o próprio filme.Baigent e Leigh argumentam que o livro de Brown, uma história de conspirações e assassinatos, é baseado na teoria que eles expõem em seu próprio livro, fruto de mais de 10 anos de pesquisas. Segundo os dois autores, Brown utilizou a hipótese central de seu livro: que Jesus se casou com Maria Madalena, com quem teve um filho, se criando uma linha de sangue que seria protegida ao longo dos séculos por sociedades secretas.Baigent e Leigh sustentarão, além disso, segundo antecipa The Times, que há em O Código Da Vinci várias referências específicas a seu livro e que, por exemplo, o personagem Leigh Teabing é uma homenagem a eles mesmos: Leigh é Richard Leigh enquanto em Teabing aparece em diferente ordem as letras do sobrenome Baigent.O Código Da Vinci, que conta a história de um analista em simbologia da Universidade de Harvard que descobre uma conspiração que data de dois mil anos, foi traduzido para 44 idiomas. Já foram vendidos mais de 40 milhões de exemplares pelo mundo.Segundo a revista Forbes, Dan Brown ganhou US$ 76,5 milhões entre junho de 2004 e junho do ano seguinte.

Agencia Estado,

25 de fevereiro de 2006 | 15h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.