Academia ignora polêmica e premia roteiro de "Uma Mente Brilhante"

A Academia do Oscar ignorou as recentes acusações contra Uma Mente Brilhante e o premiou na categoria de melhor roteiro adaptado. Seus opositores reclamavam que a produção estrelada por Russell Crowe ignorava importantes eventos da biografia do matemático John Nash - que constavam do livro em que foi inspirado -, como seu suposto homossexualismo. Crowe contra-atacou apontando uma suposta campanha de difamação contra o filme - que, se de fato existiu, parece não ter surtido efeito. O prêmio foi entregue a Akiva Goldsman por Gwyneth Paltrow e Ethan Hawke. Na mesma categoria, concorriam Ghost World, Entre Quatro Paredes, O Senhor dos Anéis e Shrek.Na categoria melhor roteiro original, venceu Assassinato em Gosford Park, de Robert Altamn, para surpresa de muitos críticos que davam por certa a vitória de Amnésia. Também concorriam na mesma categoria O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, A Última Ceia, Os Excêntricos Tenenbaums. O prêmio a Assassinato em Gosford Park, o primeiro da noite, foi recebido por Julian Fellowes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.