Academia encerra hoje votação para o Oscar

Os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas têm, nesta terça-feira, o último dia para votar em seus favoritos à 78.ª edição do Oscar. Os 5798 membros da Academia com direito a voto deverão escolher os premiados antes das 17 horas locais (23 horas de Brasília) se quiserem ter suas opiniões levadas em conta.Aos fãs, restam as tentativas de adivinhar e apostar em seus favoritos até 5 de março, dia da entrega dos prêmios.O Segredo de Brokeback Mountain é considerado favorito, com oito indicações, incluindo a de melhor filme e melhor diretor. O filme já recebeu muitas outras premiações, como o Globo de Ouro e o Bafta britânico. Nas casas de apostas, quatro em cada cinco pessoas apostam na vitória da história de amor dos cowboys.Os outros indicados ao Oscar de melhor filme são Crash - No Limite, Capote, Boa Noite e Boa Sorte e Munique.Segundo as apostas, a biografia de Truman Capote dará o Oscar de melhor ator a Philip Seymour Hoffman, embora a revista de cinema Premiere considere Heath Ledger, protagonista de O Segredo de Brokeback Mountain, "o ator perfeito para o papel perfeito no filme perfeito".Já a estatueta de melhor atriz parece estar reservada à Reese Witherspoon, protagonista de Johnny & June. June Carter, a falecida cantora e esposa do lendário Johnny Cash, voltou à vida com a interpretação de Reese, e os acadêmicos gostam de ressurreições - como deixou clara a vitória de Jamie Foxx no ano passado por sua atuação como Ray Charles em Ray.Agora parece ter chegado a vez de Reese Whitherspoon, eleita a mais bem paga de Hollywood agora que assinou um contrato por US$29 milhões para protagonizar o filme de terror Our Family Trouble. A vitória de Ang Lee como melhor diretor por O Segredo de Brokeback Mountain também parece certa. Ang Lee é um dos únicos que conseguiu o prêmio do Sindicato de Diretores em 2001 mas não o Oscar, algo incomum. Este ano o sindicato voltou a premiar seu trabalho e, segundo os analistas, agora é o momento de os acadêmicos se redimirem.Historicamente, as categorias de ator e atriz coadjuvantes são o melhor lugar para surpresas, como visto nas vitórias de Marisa Tomei com Meu Primo Vinny, Marcia Gay Harden em Pollock e James Coburn em Temporada de Caça. Este ano a britânica Rachel Weisz leva vantagem como possível vencedora por seu trabalho em O Jardineiro Fiel, do brasileiro Fernando Meirelles - Rachel já levou, este ano, um Globo de Ouro. As apostas estão com ela, mas a revista Premiere defende a atriz Catherine Keener por Capote.A Entertainment Weekly dá a vitória como ator coadjuvante a George Clooney por Syriana - A Indústria do Petróleo, mas a Premiere acha que Paul Giamatti deveria ganhar por A Luta pela Esperança, porque no ano passado a Academia se esqueceu dele em Sideways - Entre Umas e Outras. As casas de apostas também são favoráveis a Giamatti. No entanto, a revista Vogue afirma que Clooney deve levar o Oscar e uma ovação por suas três tentativas: como melhor diretor e roteirista por Boa Noite e Boa Sorte, e melhor ator coadjuvante. A revista acha que Clooney merece um prêmio em reconhecimento a um ator capaz de usar seu poder para apoiar idéias artísticas e liberais nas quais acredita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.