Academia Brasileira de Letras cria prêmio para cineastas

A Academia Brasileira de Letras (ABL) acaba de criar seu prêmio para a melhor adaptação de obra literária para o cinema. Podem concorrer filmes lançados este ano e o escolhido receberá R$ 36 mil. A idéia do prêmio foi do cineasta Nelson Pereira dos Santos, eleito este ano e empossado em julho. Metade de seus 20 filmes é adaptação de romances brasileiros para o cinema, inclusive suas duas obras-primas, "Vidas Secas" e "Memórias do Cárcere", ambas inspiradas em Graciliano Ramos. A escolha do melhor filme caberá a uma comissão externa de três membros e o prêmio será entregue sempre em 20 de julho, aniversário da ABL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.