"A Paixão" estréia bem e mulher morre no cinema

A Paixão de Cristo colhe os frutos da polêmica que levantou antes mesmo de estrear. A estimativa de bilheteria do filme nos Estados Unidos, onde estreou ontem, ficou entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões.O fato mais marcante da estréia de A Paixão de Cristo foi uma morte em pleno cinema. Uma mulher de 57 anos foi assistir ao filme em Wichita, cidade do Kansas, e desmaiou durante as cenas finais, que mostram a crucificação com o uso de muito sangue artificial. Peggy Law Scott foi levada para o hospital onde acabou morrendo. A sessão em Wichita foi cancelada. As perspectivas comerciais para o filme de Mel Gibson são mesmo boas. O resultado de bilheteria do primeiro dia impressiona por se tratar de um filme com temática religiosa e falado em latim e aramaico, com legendas em inglês. O número de salas exibindo A Paixão de Cristo nos EUA chega a mais de 3 mil, o que vai ajudar a produção a consolidar um resultado que pode ser acima das expectativas.

Agencia Estado,

26 de fevereiro de 2004 | 13h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.