A Copa de 70, na versão Casseta

A época é 1970 e a ação começa no dia da final da Copa do México, quando um grupo de comunistas se encontra numa churrascaria para assistir ao jogo e armar um atentado no local. Assim será o longa-metragem de estréia do Casseta & Planeta, A Tassa do Mundo É Noça (assim mesmo, num grafia bem ao estilo do seu Creysson), que tem estréia prevista para outubro de 2003 e está orçado em R$ 4 milhões. "Discutimos bastante até chegarmos a essa data e acredito que o tema será a grande polêmica do filme", diz Bussunda. A história começa quando um grupo de comunistas se encontra numa churrascaria para assistir ao jogo e armar um atentado no local.Um deles, Denílson (Hélio de La Peña), o comunista radical, coloca uma bomba na churrascaria. Lá, ele conhece Wladimir (Bussunda), o comunista ignorante cuja mãe será interpretada por Reinaldo. Os dois também encontram Peixoto Carlos (Hubert), o cantor da churrascaria que odeia a Jovem Guarda porque alega que as músicas da banda são de sua autoria, roubadas por Roberto Carlos quando os dois foram de ônibus de Cachoeiro do Itapemirim para o Rio de Janeiro. Passada a confusão na churrascaria, os guerrilheiros planejam algo maior: roubar a taça da Copa quando os jogadores estiverem desfilando pelas avenidas do Rio. Assim, poderão pedir o que quiser para os militares. Depois de se disfarçarem de bombeiros e roubarem a taça, eles serão perseguidos e a trama se estende até a Amazônia. "O filme tem tudo para ser um sucesso, mas o desafio vai ser dar um diferencial dos cassetas da tevê", explica Lula Buarque, diretor do filme. Esse diferencial foi um dos motivos que levou os sete integrantes do Casseta & Planeta a levar quatro anos para desenvolver o roteiro, cuja mudança para as piadas no programa da Globo está em fazer uma história com arco narrativo, sem sucessão de esquetes. A versatilidade dos cassetas vai ser aproveitada para além dos papéis principais. Eles viverão outros quatro personagens secundários. Maria Paula será dona Dolores, a filha do general "linha mole" Mamede (Claudio Manoel) que entra na onda da guerrilha junto aos comunistas. Já o casseta Beto Silva viverá o general Manso, representante da linha dura. Mas além dos cassetas, as equipes da Conspiração Filmes e da Globo Filmes pretendem convidar um elenco especial. "Acredito que não teremos problemas em escalar o elenco, já que as filmagens serão em janeiro, mês de férias", explica Lula Buarque. Dentre o time pré-escalado está Cid Moreira, que apresentava o Jornal Nacional nos anos 70, o jornalista e deputado federal Fernando Gabeira, exilado nos anos 70 depois do seqüestro do embaixador americano Charles Elbrick, Pelé e outros tricampeões. Mas para que eles participem, outro time, o de maquiadores, poderá ser convocado para rejuvenescê-los pelo menos 30 anos. As filmagens só começarão em janeiro, quando a turma vai ficar seis semanas gravando nas proximidades do Rio. "Estamos ansiosos para começar a trabalhar. Assisti ao Cidade de Deus na última semana e fiquei muito feliz de ver a qualidade do nosso cinema. Acho que poderemos fazer algo tão bom quanto esses filmes", explica Bussunda. Se depender da empolgação dos cassetas, eles farão mais filmes que os Trapalhões nos anos 80 e 90. "A expectativa é produzir de um a dois filmes por ano, mas claro que isso será uma conseqüência do êxito da primeira produção", diz Bussunda. A intenção dos cassetas e da equipe é produzir um formato diferente de humor no cinema brasileiro, que não necessariamente seja amarrado à literatura nacional, como O Auto da Compadecida. "O que eles querem é uma trama do estilo americano, com bastante entretenimento", diz Lula Buarque. Por isso, os sete cassetas tiveram um cuidado especial ao fazer o roteiro do filme, já que grande parte do público deles não viveu a época em que se passa o filme. "Vamos resgatar fatos que são de conhecimento geral, como a conquista do tri, e personagens que remetem a pessoas conhecidas até hoje, como Fernando Gabeira, Pelé e Cid Moreira", aponta Bussunda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.