Div
Div

'A Assassina' e 'Ralé' estão entre as estreias da semana no cinema - 5/5

Veja os destaques da semana com comentários e os trailers

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

05 de maio de 2016 | 12h01

Cinéfilos podem fazer festa. Estreiam nesta quinta, 5, o admirável filme de artes marciais de Hou Hsiao-Hsien A Assassina e também Ralé, a nova transgressão de Helena Ignez. E tem ainda o novo Daniel Burman, o Décimo Homem. Com a proximidade do Dia das Mães, outros lançamentos se apropriam da data e contam histórias de mulheres face à paternidade. O paradoxo – não se comparam a Prova de Coragem, de Roberto Gervitz, sobre a paternidade.

A Assassina

(Nie Yinniang, Taiwan-China/2015, 105 min.) - Drama. Dir. Hou Hsiao-Hsien. Com ShuQi, Cheng Chang, Tsumabuki Satoshi.

Conhecido e admirado por seus dramas contemporâneos, o chinês (de Taiwan) Hou Hsiao-hsien sempre sonhou em fazer um wu-xia, filme de artes marciais. Demorou, mas fez o mais belo que há. A assassina do título é uma guerreira incumbida de uma missão que a dilacera – deve matar o homem a quem ama. O prêmio de direção em Cannes, no ano passado, foi pouco. Hsiao-hsien deveria ter levado a Palma.

12 anos. Caixa Belas Artes, Frei Caneca - Espaço Itaú, Reserva Cultural.

O Começo da Vida

(Brasil/2016, 97 min.) - Documentário. Dir. Estela Renne.

Os primeiros mil dias de um bebê. Em termos de mercado, o lançamento pode-se beneficiar da proximidade do Dia das Mães.

Livre. Bourbon - Espaço Itaú Pompeia, Espaço Itaú Augusta, Frei Caneca - Espaço Itaú.

 

De Amor e Trevas

(A Tale of Love and Darkness, EUA/2016, 98 min.) - Drama. Dir. E interpretação de Natalie Portman. Com Gilad Kahana, Amirr Tessler.

Certamente não foi o narcisismo que levou a atriz Natalie Portman a abraçar a direção. Ela encontrou no livro autobiográfico de Amos Oz o material adequado para refletir sobre questões políticas e de afeto. Em Jerusalém, antes da criação do Estado de Israel, a história de uma mulher culta e insatisfeita no casamento. Ela, Fania, é a própria mãe do escritor israelense, a quem influenciou profundamente. Acumular funções foi demais para Natalie, mas o filme é sério e tem suas qualidades.

12 anos. Cidade Jardim, Cinearte, Kinoplex Itaim, Pátio Higienópolis, Reserva Cultural.

 

O Décimo Homem

(El Rey del Once, Argentina/2015, 85 min.) - Comédia. Dir. Daniel Burman. Com Alan Sabbagh, Julieta Zylberberg, Usher Raymond.

Argentino e judeu, Burman não consegue ver o mundo senão nessa dupla perspectiva. Ariel, que vivia nos EUA, volta para Buenos Aires e percebe as diferenças entre sua antiga vida e a nova rotina. Como em O Abraço Partido, a relação com o pai é decisiva. O título brasileiro remete a uma questão religiosa. O número de pessoas necessário num ritual de enterro. Burman gosta de refletir sobre o grupo, o que une as pessoas. E, também, nos gêneros, seu interesse continua no casal hetero, tradicional. Outro belo trabalho do diretor.

12 anos. Caixa Belas Artes, Espaço Itaú Augusta, Frei Caneca - Espaço Itaú, Iguatemi, JK Iguatemi, Pátio Higienópolis.

 

Heróis da Galáxia - Ratchet e Clank

(Ratchet & Clank, Hong Kong-Canadá-EUA/2016, 94 min.) - Animação. Dir. Kevin Munroe e Jericca Cleland.

Baseado num game da Sony, o longa mostra dupla às voltas com vilão intergaláctico. Os personagens, pelo trailer, compõem um grupo tão heterogêneo quanto o de Guardiões da Galáxia, que é muito bom (melhor?).

Livre. DUBLADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Central Plaza, Cidade Jardim (3D), Eldorado, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, JK Iguatemi, Mais Shopping Largo 13, Marabá, Market Place, Market Place (3D), Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Metrô Tucuruvi, Pátio Paulista, Pátio Paulista (3D), Penha, Plaza Sul, Raposo Shopping, Santana Parque, Shopping D, SP Market, Tietê Plaza, Villa Lobos, Villa Lobos (3D), West Plaza.

 

Os Inimigos da Dor

(Los Enemigos del Dolor, Brasil-Uruguai/2016, 82 min.) - Drama. Dir. Arauco Hernández. Com Félix Marchand, Pedro Dalton e Lucio Hernández.

Alemão abandonado pela mulher uruguaia viaja a Montevidéu para tentar encontrá-la. Mas perde a mala e, sozinho e desagasalhado, vive uma autêntica odisseia. O Uruguai produz poucos filmes por ano. São sempre bons. Se esse for ruim, será a exceção. A acolhida em Locarno, há dois anos, sugere que é dos melhores.

14 anos. Caixa Belas Artes.

 

O Maior Amor do Mundo

(Mother’s Day, EUA/2016, 118 min.) - Comédia. Dir. Garry Marshall. Com Jennifer Aniston, Kate Hudson, Julia Roberts.

Mulheres face à maternidade (e outro lançamento oportuno, em cima do Dia das Mães). Uma mãe solteira, uma mulher com uma relação difícil com a mãe, outra que nunca conheceu a dela. Julia Roberts reencontra seu diretor em Uma Linda Mulher e Noiva em Fuga, quesão boas comédias românticas.

10 anos. Anália Franco, Bourbon - Espaço Itaú Pompeia, Bristol, Cidade Jardim, Cidade São Paulo, Eldorado, Frei Caneca - Espaço Itaú, Iguatemi, Jardim Sul, JK Iguatemi, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Lar Center, Market Place, Metrô Santa Cruz, Mooca Plaza, Pátio Higienópolis, Pátio Paulista, Villa Lobos.

 

Maravilhoso Boccaccio

(Maraviglioso Boccaccio, Itália/2014, 120 min.) - Drama. Dir. Vittorio Taviani e Paolo Taviani. Com Riccardo Scamarcio, Kim Rossi Stuart, Jasmine Trinca.

Mais de 40 anos depois do Boccaccio de Pier-Paolo Pasolini, Decameron, chega o dos irmãos Taviani. O filme sobre jovens que fogem da peste e se contam histórias para matar o tempo é um luxo para os olhos, mas, nas questões de sexo, os irmãos são bem mais recatados que o autor do filme antigo.

14 anos. Cinearte, Cinesala.

 

Martyrs

(Martyrs, EUA/2015, 86 min.) - Terror. Dir. Kevin Goetz, Michael Goetz. Com Troian Bellisario, Kate Burton, Caitlin Carmichael.

Duas garotas que se ampararam na infância são perseguidas, quando adultas, pela família que abusava delas. Mais uma trama do gênero 'orfanato sinistro'.

16 anos. DUBLADO: Center Norte, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, Mais Shopping Largo 13, Market Place, Metrô Itaquera, Metrô Tatuapé, Santana Parque, Shopping D, SP Market. LEGENDADO: Anália Franco, Bourbon - Espaço Itaú Pompeia, Eldorado, Jardim Sul, Market Place, Metrô Santa Cruz, Pátio Paulista.

 

Prova de Coragem

(Brasil/2015, 90 min.) - Drama. Dir. Roberto Gervitz. Com Mariana Ximenes, Cesar Troncoso, Armando Babaioff.

Detestado pela crítica no Festival de Brasília, o longa que Gervitz adaptou do livro de Daniel Galera talvez tenha sido bom demais para eles e elas. O livro – Mãos de Cavalo - conta uma história de jovens. No cinema, os personagens são adultos, mas o trauma original está lá. Um médico, sua mulher artista. Como encarar a paternidade quando ainda somos frágeis internamente? A grande surpresa – Armando Babiaoff veste o papel com intensidade e convicção de um verdadeiro ator.

14 anos. Bourbon - Espaço Itaú Pompeia, Bristol, Caixa Belas Artes, Iguatemi, Metrô Santa Cruz.

 

Ralé

(Brasil/2015, 73 min.) - Drama. Dir. Helena Ignez. Com Ney Matogrosso, Simone Spoladore, Djin Sganzerla.

Fascinada pela peça de Massimo Gorki, de 1901, Helena Ignez a transpõe para a atualidade. A nova ralé são os artistas transgressores (como ela). Eterna musa do cinema marginaL, Helena se apropria de uma personagem criada pelo marido, Rogério Sganzerla, morto em 2004 – a exibicionista. Ney Matogrosso faz o Barão, que conduz um culto no estilo do Santo Daime. Muito bom.

14 anos. Caixa Belas Artes, CineSesc.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.