Mario Anzuioni/ Reuters
Mario Anzuioni/ Reuters

A ascensão, queda e renascimento de Keanu Reeves, o novo namorado da internet

O sucesso de Reeves, de 54 anos, na internet é inversamente proporcional ao de suas estreias nas telonas: na última década, o ator participou de mais de 20 projetos, mas sem grande destaque

María Gómez de Montis, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2019 | 12h04

O ator Keanu Reeves, um dos rostos mais conhecidos dos anos 2000 graças à saga Matrix, que ganhará um quarto filme em breve, passou as últimas temporadas longe dos sucessos de bilheteria: um desaparecimento que contrasta com o protagonismo nas redes sociais, nas quais está há uma década despertando paixões.

Em 2010, um paparazzo americano fotografou Reeves comendo um sanduíche, solitário e aparentemente triste, em um banco de Nova York. Quando a imagem viralizou, a comunidade de internautas quis animá-lo. Desde então, 15 de junho passou a ser "Cheer Up Keanu Day", ou o dia internacional para enviar uma mensagem de incentivo ao ator.

O sucesso de Reeves, de 54 anos, na internet é inversamente proporcional ao de suas estreias nas telonas: na última década, o ator participou de mais de 20 projetos, mas sem grande destaque.

Agora, em 2019, ele se colocou mais uma vez sob os holofotes, em grande parte graças ao retorno de sagas de êxito dos anos 2000, como Toy Story ou Matrix, que acaba de anunciar um quarto filme.

Reeves novamente estará na pele de Neo, personagem que o levou a ser o ator mais bem pago por uma só produção: US$ 126 milhões por Matrix Reloaded, o segundo filme da trilogia original.

Além disso, o ator também reviverá um de seus primeiros papéis, como anunciou o próprio Reeves em março: o de Ted, o adolescente roqueiro que viaja no tempo e que estará em Bill & Ted: Encare a Música, previsto para estrear em agosto de 2020.

Neo e Ted são dois dos personagens mais conhecidos de Reeves, embora o próprio ator tenha afirmado em uma entrevista à Agência Efe, em 2017, que o assassino John Wick foi o papel que mais gostou de interpretar durante as gravações.

"Dão umas surras muito pesadas em John. Nada o detém e ele segue lutando. Ele tem esse desejo de seguir em frente. É uma metáfora, intensificada e exagerada, dos desafios diários para qualquer um", explicou Reeves na época.

Na mesma entrevista, o ator garantiu que, apesar da fama e dos papéis tão conhecidos que costuma interpretar, permanece com os pés no chão.

"Sou um cara normal que gosta do que faz. A minha carreira me deu oportunidades magníficas, mas o meu dia a dia é bastante normal", revelou.

Reeves é conhecido na indústria cinematográfica exatamente pela simpatia e humildade; características que são comprovadas por centenas de vídeos disponíveis nas redes sociais.

Em certa ocasião, um usuário do metrô de Nova York gravou o ator cedendo o lugar no vagão a uma mulher que carregava sacolas de compra. Dez anos depois, o vídeo supera 20 milhões de visualizações no Youtube.

A imprensa e os internautas sabem que Reeves é audiência garantida. A entrevista que o ator gravou para o portal Buzzfeed, na qual responde a várias perguntas dos fãs enquanto está rodeado por filhotes de cachorro, já tem mais de 12 milhões de visitas.

Já a conta de Twitter "Keanu fazendo coisas", que compartilha imagens do ator "bebendo uma Corona e tendo uma crise", por exemplo, contabiliza 240 mil seguidores.

Apesar das escassas informações sobre sua vida pessoal, que o ator de Matrix sempre fez questão de manter na esfera privada, o fenômeno Reeves perdura por mais de uma década.

Durante a estreia mundial de Toy Story 4, em junho, foi questionado por uma repórter da revista People sobre o que achava do título de "namorado da Internet".

"Meu título do quê?", respondeu Reeves com uma risada nervosa. O vídeo, aliás, está a ponto de ultrapassar a marca de 1,5 milhão de visualizações. 

 

 

 


 

Tudo o que sabemos sobre:
Keanu Reevescinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.