A América Latina nas telas de São Francisco

A 46.ª edição do Festival de Cinema de São Francisco terá uma forte presença da produção latina. Brasil, Argentina, Chile, Cuba, México e Porto Rico terão um grande número de longas e curtas em exibição no evento, que começa em 17 de abril.Entre os 122 longas selecionados, aparecem os longas brasileiros Ônibus 174, de José Padilha, Durval Discos, de Anna Muylaert, Uma Vida em Segredo, de Suzana Amaral, Madame Satã, de Karim Aïnouz, O Homem do Ano, de José Henrique Fonseca, Amarelo Manga, de Cláudio Assis, e Rocha que Voa, de Eryk Rocha.Incluindo curtas e mostras especiais, o tradicional festival de São Francisco vai exibir em 2003 mais de 200 filmes, de 47 países. "Em mais um ano de contradições e desafios financeiros, o festival está orgulhoso de abrir suas portas em meio à adversidade", diz a diretora do evento, Roxanne Messina Captor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.