Raccord Produções
Raccord Produções

29º Festival Mix Brasil celebra a cultura da diversidade

País também ganha as telas com 'Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente', animação em stop motion de Cesar Cabral

Mariane Morisawa, Especial para o Estadão

12 de novembro de 2021 | 05h00

A maior mostra de temática LGBTQIA+ do Brasil acontece até o dia 21 de novembro de forma presencial e online, com exibição de curtas e longas-metragens, apresentações teatrais, shows e debates. O braço do cinema traz 117 filmes de 28 países, entre eles, Benedetta, o filme de Paul Verhoeven que causou sensação em Cannes  ao falar do romance entre duas freiras. A Fratura, de Catherine Corsini, vencedor da Palma Queer no mesmo festival, e Instruções de Sobrevivência, de Yana Ugrekhelidze, ganhador do prêmio do júri do Teddy Award em Berlim, também estão na seleção. 

Sete títulos brasileiros competem pelo Coelho de Ouro: Deserto Particular, de Aly Muritiba, o candidato do Brasil a uma vaga entre os candidatos ao Oscar de produção internacional, A Primeira Morte de Joana, de Cristiane Oliveira, Até o Fim, de Glenda Nicácio e Ary Rosa, Deus tem AIDS, de Fábio Leal e Gustavo Vinagre, Madalena, de Madiano Marcheti, Máquina do Desejo, de Joaquim Castro e Lucas Weglinski, e Vênus de Nyke, de André Antônio.

O cantor Ney Matogrosso recebe o prêmio Ícone Mix e é homenageado com a apresentação de cinco filmes: Ney à Flor da Pele, de Felipe Nepomuceno, Ralé, de Helena Helena Ignez, Depois de Tudo, de Rafael Saar, Caramujo-Flor e Olho Nu, ambos de Joel Pizzini

É tempo de musical

Sucesso na Broadway, vencedor de seis Tony e do Grammy, Querido Evan Hansen, com libreto de Steven Levenson e música de Justin Paul e Benj Pasek, agora ganha versão cinematográfica, dirigida por Stephen Chbosky. Ben Platt reprisa o papel do título, um adolescente com ansiedade social e sua jornada de autodescoberta e aceitação depois do suicídio de um colega de classe. O elenco ainda conta com Julianne Moore, Amy Adams e Kaitlyn Dever. 

Tick, Tick... Boom!, escrito por Jonathan Larson, é uma história autobiográfica sobre um compositor aspirante chamado Jon, que, prestes a fazer 30 anos, lida com as pressões e ansiedades da carreira artística em Nova York. A adaptação cinematográfica tem direção de Lin-Manuel Miranda, o autor de Hamilton e Em um Bairro de Nova York, e é protagonizada por Andrew Garfield. O filme estreia na Netflix no dia 19, mas dá para ter um gostinho na tela grande em sessões no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca. 

Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente

De Cesar Cabral, é uma animação em stop motion com o personagem criado por Angeli, um velho punk tentando escapar de um deserto pós-apocalíptico. Misturando comédia, road movie e documentário, o filme foi premiado no Festival de Annecy.

Pixinguinha – Um Homem Carinhoso 

Seu Jorge, em cartaz no papel-título de Marighella, vive o compositor neste drama biográfico dirigido por Denise Saraceni e estrelado também por Taís Araújo.

Curupira – O Demônio da Floresta

Erlanes Duarte usa um personagem do folclore brasileiro neste filme de terror sobre um grupo de jovens que depara com uma criatura misteriosa quando passa um fim de semana na mata. 

Curral

No longa de Marcelo Brennand, Chico Caixa (Thomás Aquino) é cooptado por um amigo de infância, o advogado Joel (Rodrigo García), para usar a água escassa na região como moeda de troca nas eleições. 

A Profissional

Anna (Maggie Q) é treinada desde criança para ser a melhor assassina profissional do mundo. Quando sua figura paterna (Samuel L. Jackson) é morta, ela busca vingança com a ajuda de Rembrandt (Michael Keaton), nesta produção dirigida por Martin Campbell.

Charuto de Mel

A diretora Kamir Aïnouz é meia-irmã do cineasta brasileiro Karim Aïnouz e estreia na direção com este drama sobre a adolescente Selma (Zoé Adjani), de família rica e berbere. Ela percebe o peso do patriarcado quando conhece o provocador Julien (Louis Peres).

Tudo o que sabemos sobre:
cinemamusical [teatro]animação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.