14 documentários biográficos imperdíveis nas plataformas de streaming

14 documentários biográficos imperdíveis nas plataformas de streaming

Filmes contam história de músicos, atores e escritores que marcaram a arte mundial

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2019 | 19h00

A  célebre apresentação de Beyoncé no festival Coachella 2018 — o primeiro da história a ter uma mulher negra como atração principal — será retratada no documentário “Homecoming – A Film By Beyoncé”, que estreia na Netflix nesta quarta-feira (17). O título entra para a lista de mais de cem documentários biográficos disponíveis no aplicativo. Para aquecer os motores, separamos 14 filmes imperdíveis sobre músicos, atores e escritores, disponíveis em plataformas de streaming. Confira:


Maya Angelou, e ainda Resisto (2016)

Plataforma: Netflix

“O que eu realmente quero ser é uma representante da minha raça, a humana”. A citação que abre o trailer do documentário “Homecoming – A Film By Beyoncé” vem da poeta, cantora e ativista estadunidense Maya Angelou, falecida em 2014, aos 86 anos. Como o título, baseado no poema “Still I Rise” (“Ainda me levanto”, em tradução livre), o filme usa as próprias palavras de Maya para retratar sua trajetória, da violência sofrida na infância ao trabalho com Malcolm X.  Entre os entrevistados, estão nomes como Oprah Winfrey e Quincy Jones. 

Mary Shelley (2018) 

Plataforma: Netflix

Pioneira do gênero ficção científica, a escritora britânica Mary Shelley, autora de Frankenstein, ganhou um documentário no mesmo ano em que sua obra-prima completou 200 anos. Dirigido por Haifaa al-Mansour, primeira cineasta a filmar na Arábia Saudita, o filme conta a história de Shelley, filha de uma importante feminista que, como sua mãe, se negou a aceitar as limitações de sua época. 

Eu Sou Heath Ledger (2017)

Plataforma: Now

A carreira de Heath Ledger foi breve, mas explosiva. Morto há 10 anos, vítima de overdose de remédios prescritos, o ator australiano foi reconhecido por público e crítica por papéis como Ennis Del Mar (O Segredo de Brokeback Mountain), William Thatcher (Coração de Cavaleiro), Patrick Verona (10 coisas que eu odeio em você) e Coringa (Batman). O documentário conta a história do ator a partir de vídeos produzidos por ele mesmo e depoimentos de familiares e amigos, como Naomi Watts e Ang Lee.

De amor e trevas (2015)

Plataforma: Netflix

Estreia de Natalie Portman como diretora em longas, o documentário dá vida ao romance autobiográfico do escritor israelense Amos Oz. Ambientado na Palestina da década de 40, tem como pano de fundo a ocupação britânica e a criação do Estado de Israel, mas enfoca principalmente a relação do escritor com sua mãe, Fania, e os conflitos internos da família. Natalie Portman é nascida em Jerusalém e radicada nos Estados Unidos, e todo o documentário é narrado em hebraico. 

Walt before Mickey (2015)

Plataforma: Amazon Prime Video

Baseado no livro de 2011 “Walt Before Mickey: Disney's Early Years, 1919–1928”, de Timothy S. Susanin, o documentário acompanha a década decisiva na carreira de Walt Disney, iniciada com sua volta da Primeira Guerra Mundial, em 1919, e encerrada com o lançamento do primeiro cartum ‘Mickey Mouse’, em 1928. Entre as curiosidades apresentadas no filme, estão a profunda conexão de Disney com animais e sua relação com o pai, que sempre o viu como ovelha negra da família. 

Gaga: Five Foot Two (2017)

Plataforma: Netflix

Alguns anos antes de Gaga entrar no melhor período de sua carreira, o álbum Joanne surpreendia fãs ao mostrar uma nova artista, menos extravagante em seus figurinos e mais country em suas músicas. O documentário Five Foot Two acompanha a fase de lançamento do álbum, registrando momentos intimistas da turnê e do dia a dia da cantora. 

Cartola - Música para os olhos (2006)

Plataforma: Now

Vida e obra de Angenor de Oliveira, o eterno Cartola, são retratadas neste documentário dirigido por Lírio Ferreira e Hilton Lacerda. Por meio de entrevistas com historiadores, críticos de música e representantes da MPB, o filme resgata a importância da obra de um dos maiores compositores do Brasil. 

Vai Anitta (2018)

Plataforma: Netflix

O ambicioso projeto Check Mate, que lançou um clipe de Anitta por mês, foi sem dúvidas o ponto alto da carreira da artista carioca. De “Will I see you”, parceria com Poo Bear, à icônica “Vai Malandra”, passando por hits como ‘Dowtown’ e ‘Is that for me’, Check Mate mostrou ao mundo a versatilidade e a sagacidade para negócios que impulsionaram a funkeira para o mundo. É essa a história contada no documentário Vai Anitta, produzido pela cantora em parceria com a Shots Studios.

Com amor, Van Gogh (2017)

Plataforma: Netflix

Foram necessários 125 pintores e 65 mil frames para colocar de pé um projeto ambicioso: contar os últimos dias de Vincent van Gogh em formato de animação, tendo como inspiração as 400 obras produzidas pelo pintor em oito anos. A trama acompanha a jornada de Armand Roulin, que chega à cidade francesa de Arles e tenta decifrar se Van Gogh se realmente se matou. 

All eyez on me: Tupac (2015)

Plataforma: Now

Tupac Shakur teve uma carreira curta: foi assassinado aos 25 anos, em um crime ainda não completamente solucionado. O documentário mostra a história do ‘melhor do rap’, que chegou a vender mais de 75 milhões de discos e era filho de duas lideranças do Panteras Negras. 

Bob Marley: who shot the Sheriff (2018)

Plataforma: Netflix

Em 3 de dezembro de 1976, Bob Marley quase foi assassinado por sete homens que entraram armados em sua casa. Embora mais de 80 tiros tenham sido disparados naquele dia, Bob, sua esposa Rita e os membros da banda The Wailers, que estavam no local, saíram vivos da emboscada.  O documentário de 2018 aborda o mistério do ataque mal sucedido e as tensões sociais que atingiam a Jamaica à época. 

Espaço além - Marina Abramovic e o Brasil (2016)

Plataforma: Now

Neste documentário, a performer Marina Abramovic viaja por partes esquecidas do Brasil, conhecendo e observando rituais religiosos e comunidades espirituais. Cânticos, chás alucinógenos e rituais pagãos estão entre as expressões testemunhadas pela artista sérvia.

Violeta foi para o  Céu (2011)

Plataforma: Now

Foi na música que Violeta Parra, mulher de múltiplos talentos, se eternizou. De infância humilde, vivida na província de Ñuble, a artista se tornou ícone do folclore chileno e espinha dorsal da música popular do país, interpretando canções que versavam sobre tudo, de sentimentos à injustiça social. O documentário conta a trajetória de Parra, a partir de uma entrevista dada pela cantora em 1962. 

George Harrison: Living in the Material World (2011)

Plataforma: Netflix

Neste documentário, Martin Scorsese conta a história de George Harrison, guitarrista dos Beatles, a partir de depoimentos de grandes nomes da música, como Eric Clapton, e dos companheiros de banda Ringo Starr e Paul McCartney. O filme abrange toda a trajetória dos quatro garotos de Liverpool, do assédio das fãs às experiências com drogas, além de mostrar a vida de Harrison pós-Beatles.  O documentário angariou dois Emmys, de Melhor direção de programa de não-ficção e melhor especial de não-ficção. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.