Xilogravuras de uma Concretista

Uma faceta inusitada da produção da artista Judith Lauand, pintora que participou do movimento concreto paulista, do grupo Ruptura na década de 1950, está em exposição na Galeria Berenice Arvani, ou seja, uma seleção de 27 xilogravuras dos realizadas dos anos 1950 a 1970. A mostra marca os 65 anos de trajetória da artista. ServiçoJudith Lauand. Galeria Berenice Arvani. Rua Oscar Freire, 540, Jardim Paulista, tel. 3082-1927. 10h/ 19h30 (fecha sáb. e dom.). Grátis. Até 16/1

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.