Xerexexê

O Raimundão era capitão do time e achava que uma das funções de um capitão era pressionar o juiz. Juiz deve ser pressionado sempre, era a opinião do Raimundão. Juiz tem que ouvir reclamações quando apita qualquer coisa, certo ou errado, e o encarregado de fazer as reclamações é o capitão. Respeitosamente, ressalvava o Raimundão. Mãos nas costas, alto nível. Mas sempre.Não há, na história do futebol, caso de juiz que reverteu uma decisão depois de ouvir uma reclamação de jogador. Raimundão sabia disto. Mas a questão não era essa. O juiz precisava saber que estavam de olho nele. Que ele não estava enganando ninguém. E o veículo desta desconfiança constante, desta cobrança implacável, era, naturalmente, o capitão. Que, afinal, também era uma autoridade em campo. Uma autoridade menor, mas autoridade. E vigilante. Por isso, as torcidas tinham se acostumado a ver o Raimundão, mãos nas costas, conferenciando com o juiz, às vezes longamente. Alguns juízes não queriam conversa e mandavam o Raimundão se afastar. O Raimundão se afastava, mas reclamando.E quando o juiz era estrangeiro? Em que língua o Raimundão reclamava? Que se soubesse, o Raimundão era monoglota convicto. Como fazia?Um dia o Raimundão contou como fazia. Quando o juiz era estrangeiro, ele costumava falar ''''Xerexexê, xerexexê, xerexexê'''', só variando o tom. ''''Xerexexê, xerexexê, xerexexê'''', fosse o juiz alemão, castelhano ou coreano. O importante não eram as palavras, era a cena. Era o juiz se sentir pressionado e a torcida ver o Raimundão pressionando o juiz, cumprindo a sua obrigação de capitão. ''''Trabalhando o psicológico'''', como ele dizia. Muitas vezes, quando a torcida pensava que o juiz estrangeiro estava dando explicações ao Raimundão, estava apenas dizendo ''''O quê?'''' E o Raimundão: ''''Xerexexê, xerexexê, xerexexê, pô!''''Um dia, o juiz era da Guatemala. Dois minutos de jogo, falta contra o time do Raimundão. O juiz em cima: piii. E o Raimundão em cima do juiz: ''''Xerexexê, xerexexê, xere...'''' Não completou sua argumentação. Foi expulso de campo antes do último ''''xexê''''! Cartão vermelho. O juiz da Guatemala dando pulos. Se tivesse cartão roxo, mostraria o roxo. O que quer dizer ''''xerexexê'''' na Guatemala? O Raimundão conta que nunca ficou sabendo. E que, a partir daí, sempre que se dirige a um juiz estrangeiro, se limita a referências à sua mãe e ao sucesso que seus hábitos exóticos devem fazer na zona. Sempre em tom ponderado e respeitoso. E em bom português, para não haver mal-entendidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.