Venezuelanos vencem prêmio na Espanha

O programa de Orquestras Juvenis e Infantis da Venezuela foi anunciado ontem como vencedor da edição deste ano do Prêmio Príncipe de Astúrias das Artes. Fundação estatal que reúne 250 orquestras formadas por jovens e crianças carentes, o programa foi criado em 1975 pelo maestro José Antonio Abreu com o objetivo de reformular a educação musical no país. Desde então, 15 mil professores e 600 mil alunos já participaram do projeto. Segundo o anúncio oficial do júri, a escolha foi motivada pela combinação da ''máxima qualidade artística com uma profunda convicção ética aplicada à melhora da realidade social''.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.