Vendidas telas que foram de Jorge Amado

Foi um sucesso o leilão de obras de arte da coleção Jorge Amado, realizado pelo escritório de Soraia Cals, no Rio, de terça até ontem. Os quadros mais importantes, de Anita Malfatti e Flávio de Carvalho, foram vendidos por R$ 1,2 milhão e R$ 750 mil, e os lances iniciais eram, respectivamente, de R$ 750 mil e R$ 650 mil. A expectativa era de que o leilão rendesse, pelo menos, R$ 8 milhões - o que foi superado nos primeiros três dias. A maioria dos quadros foi ganha de presente por Jorge, que era amigo de muitos pintores. A decisão de vendê-los foi dos filhos do escritor, que transformarão a casa dele, em Salvador, num memorial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.