REUTERS/Remo Casilli
REUTERS/Remo Casilli

Veja os museus da Itália que oferecem visitas virtuais, incluindo tour de 360º

Passeios podem ser feitos por sites, redes sociais ou aplicativo

Ansa, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2021 | 07h44

Com as restrições impostas pela pandemia de covid-19, muitos brasileiros tiveram de adiar sua viagem pela Itália e consequentemente deixaram de explorar o imenso patrimônio cultural do Bel Paese.

No entanto, enquanto as medidas restritivas não permitem turistas do Brasil, os apaixonados por arte podem aproveitar para conhecer vários dos principais museus da Itália confortavelmente da própria casa e usando apenas um smartphone, um tablet ou um computador para mergulhar na história de suas coleções. Confira alguns dos museus italianos que oferecem passeios virtuais:

1. Museus Vaticanos 

Os Museus Vaticanos oferecem oito itinerários virtuais diferentes, incluindo um tour 360º pela Capela Sistina, pelas Salas de Rafael, pelos apartamentos papais e por algumas de suas coleções mais importantes, como o Museu Pio Clementino, que guarda esculturas gregas e romanas, o Museu Chiaramonti e o Braccio Nuovo, com suas esculturas e sarcófagos.

Além disso, o passeio online contempla o Museu Profano e suas obras gregas e romanas, a Capela Niccolina, com afrescos de Fra Angelico, e a Sala dos Chiaroscuri, com importantes obras de Rafael.

 

2. Museu Egípcio de Turim

O Museu Egípcio de Turim abriga a segunda maior coleção de arte egípcia do mundo, depois somente do Museu do Cairo. Com o projeto "Arqueologia Invisível", o local oferece ao público seu enorme patrimônio de forma virtual, além da possibilidade de acessar o banco de dados do acervo online graças a reproduções 3D.

3. Pinacoteca de Brera 

A maior parte das coleções da Pinacoteca de Brera, em Milão, está disponível em alta definição. Com o projeto "My Brera", cada membro da equipe da galeria exibe uma obra de arte diferente a partir de seu ponto de vista.

Juntamente com a Biblioteca Nacional Braidense, a pinacoteca também lançou uma rica seleção de material que inclui vídeos de apresentação das obras, leitura de histórias para crianças e gravações de concertos de música.

4. Gallerie degli Uffizi 

O projeto Hypervisions das Gallerie degli Uffizi, em Florença, promove um tour 360º pelos corredores do maior museu renascentista do mundo e por suas obras-primas, entre as quais se destacam quadros de Botticelli e Rafael.

O tour virtual oferece diversos roteiros temáticos e permite passar de uma sala para outra admirando as obras com imagens em alta definição e fichas técnicas. Entre os itinerários possíveis estão as "fábricas de histórias", áudios sobre 12 obras-primas do museu de um ponto de vista inusitado.

Já o roteiro "Seguindo os Passos de Trajano" garante uma viagem por preciosas relíquias da Idade de Trajano (53 d.C.-117 d.C.), enquanto o tour "Botticelli Maratona da Primavera" fala sobre a construção do mito contemporâneo de Botticelli nas redes sociais.

5. Scuderie del Quirinale 

As Scuderie del Quirinale, palácio anexo à sede da Presidência da República da Itália, em Roma, organizaram uma mostra virtual inspirada na exposição "Rafael 1520-1483", realizada no ano passado.

Por meio de vídeos, especialistas descrevem as obras do gênio renascentista, incluindo também curiosidades sobre sua vida e os bastidores da exposição de 2020.

6. Catedral de Milão 

O célebre "Duomo" de Milão pode ser visitado virtualmente graças a extraordinárias imagens em 360º disponíveis em seu site oficial.

O percurso atravessa a catedral até o Altare Maggiore, descendo para dentro da área arqueológica e, em seguida, indo ao topo da igreja gótica para descobrir seu maravilhoso patrimônio artístico e histórico.

7. Museu Gypsotheca Antonio Canova 

O projeto "Canova Experience" possibilita um tour virtual em 3D pelo museu e pela casa onde o artista nasceu, em Possagno, na província de Treviso. É possível visitar os interiores da residência do século 18 e as salas que guardam modelos em gesso, esboços e obras em mármore de Canova.

8. Accademia Carrara 

A Accademia Carrara possui um rico patrimônio, com diversos tipos de obras, e o disponibiliza em roteiros alternativos por meio de seu aplicativo. A maior coleção é a de pinturas, que cobre desde o Renascimento até o fim do século 19.

9. Catedral Nova de Siena 

Uma viagem pela história de uma igreja nunca concluída: as obras acabaram suspensas por causa de problemas políticos e da epidemia de peste negra.

A fachada inacabada, os pilares e as bases das estruturas são hoje testemunhas de um sonho que nunca virou realidade. Para explorar os três corredores nunca acabados e se maravilhar com as abóbadas que teriam coberto a catedral, é preciso baixar um aplicativo.

10. Palácio Real de Gênova 

O Palácio Real é uma grande residência construída, aprimorada e decorada por duas grandes dinastias genovesas: Balbi e Durazzo. O local é talvez o maior complexo arquitetônico do século 17 em Gênova e preservou seus interiores intactos, com decorações, afrescos, pinturas, esculturas e móveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.