Vaticano elogia legado musical dos Beatles

A polêmica frase de John Lennon, situando os Beatles como "mais famosos do que Jesus Cristo", em 1966, sempre incomodou aos católicos e aos cristãos de modo geral. Polêmicas à parte, agora o Vaticano reconhece a importância do legado musical da banda, a propósito dos 40 anos do "Álbum Branco". Na edição de sábado do diário L?Osservatore Romano justificou de alguma maneira a controvertida frase de Lennon, que "era então um jovem lidando com um êxito opressor e inesperado". Sobre o "Álbum Branco", o jornal disse que o disco demonstrou a criatividade do grupo, ressaltando a diferença dos padrões estereotipados do que se produz hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.