Várias formas poéticas para assuntos diversos

Após 30 anos fora do circuito editorial, Rubens Jardim, poeta paulistano da chamada geração 60, volta à carga, com uma obra quase só de trabalhos inéditos. Segundo Affonso Romano Sant?Anna, que assina a orelha, Jardim "se dá uma liberdade rara transitando entre as mais variadas formas. Pode-se dizer que ele faz uma síntese do que seria o poema-cartaz, o haicai, o poema-piada, o caligrama, a publicidade e o poema convencional." Rubem Jardim, de 62 anos, dedica-se a vários assuntos - dos problemas sociais à repressão política; da infância aos temas subjetivos e familiares. Ele integrou o movimento Catequese Poética, de 1964, cujo lema dizia que o lugar do poeta é onde ele possa causar inquietação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.