Uma visita ao coração instável dos homens

O egoísmo, tema central de Coração, pela primeira vez diretamente traduzido do japonês, é um simulacro das intenções - também egoístas - da política japonesa do período Meiji, cuja intenção é a colonização dos demais países asiáticos, a fim de competir com as potências ocidentais. Mais uma vez, o triângulo amoroso aparece na obra de Natsume Soseki como uma denúncia contra a tentativa japonesa de colonizar China e Coréia. A técnica literária empregada sobrepõe as ações do protagonista aos rumos adotados pela política japonesa. Esta obra é uma oportunidade de visitar o âmago do coração instável dos homens. É onde Soseki demonstra o desejo de que sua pátria siga um novo rumo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.