Um velho Hawks ainda dita as cartas sobre relacionamentos

De Vicky Cristina Barcelona - não tão brilhante quanto seus exegetas querem fazer crer - a Ele Não Está Tão a Fim de Você e Os Delírios de Consumo de Becky Bloom - não tão tolos quanto parecem -, os relacionamentos estão na moda nas telas. Para dizer a verdade, eles nunca deixaram de estar em evidência, como prova Levada da Breca, uma comédia clássica de Howard Hawks, com Katharine Hepburn e Cary Grant, que o TCM exibe às 14 horas.Nos anos 40 e 50, Katharine encarnou a mulher moderna numa série de comédias assinadas por grandes diretores - George Cukor, George Stevens, o citado Howard Hawks. Spencer Tracy era seu parceiro favorito (no cinema como na vida), mas o filme de Hawks é exemplar. Cary Grant faz o arqueólogo que se envolve com milionária (Kate) que tem um leopardo de estimação. As melhores cenas envolvem um dinossauro, que ele está querendo reconstituir por meio de ossos laboriosamente coletados.Feito há 71 anos, este filme mostra como a velha Hollywood muitas vezes estava à frente de um debate que hoje se pretende moderno. Mas, claro, para isso era preciso um mestre como Hawks, reverenciado por todo cinéfilo que se preze.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.