Um projeto vivo para a diversidade da videoarte

Museu da Imagem e do Som inaugura a mostra Repeat All, que reúne obras de 14 artistas e coletivos

Camila Molina, O Estadao de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 00h00

Com o desafio de realizar uma exposição de videoarte interessante, driblando as projeções em televisores quadrados - temos de lembrar que o gênero já tem 40 anos de história -, o curador suíço Sigismond de Vajay concebeu o projeto Repeat All, uma mostra itinerante iniciada em 2006 e que ainda vai viajar pelo mundo provavelmente até 2010. A exposição é apresentada agora em São Paulo, no Museu da Imagem e do Som (MIS), reunindo obras de 14 artistas e coletivos. Como diz o curador, a fórmula simples da mostra para cativar o público é prezar a diversidade, "uma paleta" de categorias - o documentário, animação e trabalhos para o campo da abstração - e de formas de projeções para que o espectador não se canse e adentre no universo de cada um dos trabalhos.O título da mostra se refere à tecla de aparelhos projetores que promove a repetição incessante de um vídeo - o loop -, mas é apenas um "índice tecnológico" e não o tema principal da exposição, como defende Vajay. A cada edição, Repeat All tem um formato diferente e obras novas, o que torna o projeto vivo. "É uma exposição aberta, uma escultura que pode ir sendo feita", diz o curador, que selecionou para a versão no MIS dois trabalhos de brasileiros, Andamento, de Gisela Motta, Leandro Lima e Carlos Issa; e Hypinosis, de Cao Guimarães. Além deles, podem ainda ser vistas obras de criadores de diversos países, como do espanhol Santiago Sierra, do alemão Mark Formanek, do mexicano Carlos Amorales e do egípcio Hassan Khan.Ao mesmo tempo, o MIS também exibe instalação de Kátia Maciel e anunciou os selecionados para seu programa de residência no LabMis de 2009: Anaisa Franco, Claudio Bueno, a dupla Felipe Szututman e Rodrigo Bellotto, e Guilherme Lunhani. ServiçoRepeat All. MIS. Avenida Europa, 158, tel. 2117-4777. 3ª a 6ª, 12/19h, sáb.e dom. 11/18 h. R$ 4 (grátis dom.). Até 29/3

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.