Um Oscar humanitário para lembrar de Lewis

Momento de emoção a ser registrado foi o de Jerry Lewis recebendo de Eddie Murphy o Oscar humanitário Jean Hersholt. Foi a maneira encontrada pela Academia de compensar o diretor e ator, de 82 anos, de nunca antes ter recebido um Oscar, sequer uma indicação, em toda a sua longa carreira.Certo, comédia, em geral é tido como gênero "menor" para a Academia. Acontece que a trajetória de Lewis foi das mais curiosas. Se em casa nunca recebeu reconhecimento devido, passou a ser considerado uma espécie de mestre do cômico no exterior, em especial depois de descoberto pelos franceses. Sua obra-prima, provavelmente, é O Professor Aloprado, espécie de releitura, às avessas, de O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson. Formidável inventor de gagues, Lewis vem da comédia de music-hall e de um tempo em que a expressão "politicamente correto" ainda não havia sido inventada.Lewis preside uma associação em benefício dos portadores de distrofia muscular. Promove uma maratona anual para angariar fundos para essa associação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.