Um modo particular de se exibir e se esconder

Bendita PalavraMaria Rezende7 Letras60 págs., R$ 25 O poeta Ferreira Gullar fala o seguinte sobre Maria Rezende - "Ela tem um jeito próprio de escrever. Não é poesia ?feminina?, mas quem fala ali é uma mulher. A fala é fluente mas o uso das palavras é irreverente e criativo." Em Bendita Palavra, a voz feminina de Maria retorna cheia de lirismo, depois de estrear com Substantivo Feminino. Aqui se apresenta um olhar revelador sobre o cotidiano e a paixão pela palavra, que são as matérias-primas deste livro da carioca Maria Rezende, seu " modo particular de se exibir e de se esconder". Palavras de todo dia podem dizer coisas agudas, como as que estão no seguinte verso - "O risco é a pergunta te atacando ao meio-dia, é o preço do sonho pra virar realidade."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.