Um manuscrito chamativo e provocador

Como destaca a filósofa Regina Schöpke: "O mito em torno da obra De Tribus Impostoribus remonta à Idade Média, quando já se falava de um livro proibido que tratava os líderes das três grandes religiões monoteístas como impostores. O mito foi ganhando cada vez mais força, sobretudo, no fim do século 7º e no início do 8º, em função da filosofia panteísta de Espinosa. Em 1719, é publicada uma biografia anônima de Espinosa, intitulada La Vie de Mr. Benoît de Spinoza, em uma revista holandesa intitulada Nouvelles Littéraires. Tempos depois, vem a público La Vie et L?esprit de Mr. Benoît de Spinoza, que junta a biografia anônima com outro texto, L?Esprit de Mr. Benoît de Spinoza (este, sim, conhecido como Tratado dos Três Impostores)."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.