Andrew H. Walker/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP
Andrew H. Walker/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

Ulay, ex-parceiro e colaborador de Marina Abramovic, morre aos 76 anos

Causa da morte é desconhecida, afirmou uma porta-voz da galeria que o representava

Alex Marshall, The New York Times

02 de março de 2020 | 18h11

Ulay, artista performático cujas colaborações provocativas com Marina Abramovic muitas vezes os dois a exageros, morreu na segunda-feira em sua casa em Ljubljana, na Eslovênia. Ele tinha 76 anos.

A causa da morte é desconhecida, afirmou uma porta-voz da Galeria Richard Saltoun, que o representava. Ulay sofria há muito tempo de câncer no sistema linfático, acrescentou.

Ulay, cujo nome verdadeiro era Frank Uwe Laysiepen, e Abramovic também foram um casal, de 1976 a 1988. O trabalho do par, embora muitas vezes perigoso, foi às vezes projetado para mostrar ao público a intensidade de seu vínculo. Em Rest Energy, de 1980, eles fizeram um duelo de arco e flecha entre eles. Abramovic segurou o arco enquanto Ulay recostou-se, puxando a flecha e apontando-a para o peito. Um deslize poderia ter feito com que Ulay disparasse a flecha diretamente contra ela.

O renome veio depois que ele conheceu Abramovic, enquanto ela morava em Amsterdã, em 1975. Eles imediatamente se consideraram almas gêmeas e descobriram que faziam aniversário no mesmo dia, escreveu Abramovic em sua autobiografia.

No trabalho final de Ulay com Abramovic, Os Amantes, cada um deles andou mais de 1.000 milhas de diferentes extremos da Grande Muralha da China até se encontrarem. O trabalho foi concebido para culminar no casamento do casal, mas eles estavam afastados e o trabalho foi usado para marcar sua separação. Eles não se falaram novamente por mais de uma década.

Em 2015, Ulay processou Abramovic, alegando que ela não lhe deu crédito por algumas obras e não o pagou adequadamente. Em 2016, um tribunal holandês ordenou que Abramovic pagasse a Ulay 250.000 euros (cerca de US$ 280.000) em royalties e custos.

Mais tarde, a dupla deixou de lado suas diferenças, pelo menos o suficiente para participar do filme The Story of Marina Abramovic & Ulay, de 2017. “Foi com muita tristeza que soube da morte do meu amigo e ex-parceiro Ulay hoje”, escreveu Abramovic no Instagram. "Ele era um artista e um ser humano excepcional, que fará muita falta", acrescentou.

Ulay deixa a esposa, Lena, e três filhos. Uma mostra retrospectiva de sua obra estava prevista para ocorrer no Stedelijk Museum de Amsterdam a partir de abril de 2021.

Tudo o que sabemos sobre:
Ulayartes plásticas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.