TVs lucram com folia

Band e Globo engordam patrocínios

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

24 de fevereiro de 2009 | 00h00

Carnaval rima com overdose de ziriguidum na TV, sambas-enredo grudentos, famosos bêbados fugindo das câmeras e close nas ilustres avantajadas de plantão. Bom, e com patrocínios também. Globo, Band e RedeTV! faturaram bem com a transmissão do carnaval de 2009. Na Globo, as duas cotas de patrocínio nacional do pacote da folia foram vendidas para Bradesco e Nova Schin, por R$ 18,5 milhões cada uma.Na Band, a cobertura que tem base forte em Salvador, com passagens pelo melhor do carnaval no Nordeste, também rendeu bem à emissora. Coca-cola, Ambev, Uol, Unilever e Bradesco compraram as cinco cotas de patrocínio do evento, por R$ 11,8 milhões cada uma.Sem informar valores, a RedeTV! garante que sua cobertura à TV Fama também foi muito bem vendida comercialmente.Vale lembrar que mesmo com a crise, os valores das cotas de patrocínio do carnaval foram bem reajustados nas redes. Em 2007, as cotas da Globo custaram em média R$ 15,5 milhões. Em 2008, esse número pulou para R$ 16 milhões. Na Band, aparecer na folia de Salvador em 2008 custou ao anunciante cerca de R$ 8 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.