TV fatura com o Pan

Patrocínios renderam R$ 600 milhões

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2030 | 00h00

A audiência não foi lá essas coisas, mas em faturamento, a transmissão do Pan compensou para as emissoras abertas.Globo, Record e Band faturaram juntas, somente com cotas de patrocínio, algo em torno de R$ 620 milhões, sendo, desses, R$ 400 milhões da Globo, R$120 milhões da Band e R$ 100 milhões da Record.A Globo vendeu suas seis cotas de patrocínio do evento, a Band 5, e a Record, 4 cotas.Segundo levantamento da Controle da Concorrência, empresa que monitora inserções comerciais para o mercado publicitário, a Globo, por incrível que pareça, foi a emissora que mais abriu espaço em sua programação para o Pan, com boletins, links e transmissões ao vivo das modalidades. Com isso, conseguiu um pequeno ganho de audiência, mas uma boa alavancada em seu faturamento com a venda de espaço em seus breaks.Ainda segundo o levantamento, a Band, que faturou bem com patrocínios, conseguiu também com o Pan inflar sua média de audiência em 2 ou 3 pontos em alguns horários. Já a Record não teve grande ganho de audiência nem abriu tanto espaço quanto a concorrência para o evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.