''Tudo é vivo, claro. não é linha de montagem'', diz o pianista

MR. ELEGÂNCIA: Talentoso produtor, compositor, arranjador e músico de estúdio vastamente requisitado, Allen Toussaint colaborou em discos de artistas como Ernie K. Doe, Lee Dorsey, Dr. John, The Meters, The Pointer Sisters e Labelle, além de ter uma carreira de solista muito bem reputada. Ele teve uma indicação ao Grammy recentemente pelo disco The River In Reverse, feito em colaboração com o ex-punk Elvis Costello, um trabalho que marcou sua participação ativa nos esforços para reconstruir a cidade de New Orleans, onde nasceu, após a devastação do furacão Katrina.Apesar de todas as suas credenciais, ele encarou esse álbum apenas como um desafio de bandleader. Não produziu o disco - chamou outro colega célebre, o cantor e compositor Joe Henry.Como pianista, Toussaint leva uma vantagem muito grande sobre os colegas que fazem jazz demasiado cerebral - ele privilegia o prazer, o delírio, a festa. Mas tudo com um senso de elegância que o torna uma espécie de Lorde do Mississippi, segundo atestam seus inúmeros fãs, como o crítico do New York Times, Ben Ratliff.A ideia foi gravar tudo como num show ao vivo, em algumas sessões de estúdio no Avatar Studios, em Nova York, entre os dias 19 e 22 de março de 2008. "Foi maravilhoso. Tudo é vivo, é claro. Esse disco não é o tipo de música de linha de montagem, na qual alguém põe aqui as rodas, outro põe a carroceria ali. Tudo aconteceu ao mesmo tempo, então um alimentou o outro, trazendo ao disco sua personalidade e seu tom", disse o pianista, que compareceu em maio ao Festival de Jazz de New Orleans para ver o show de Jimmy Cobb.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.