Troféu Cri-crítico

Ingresso fácil?A bilheteria do Bristol está em um corredor de circulação do shopping. Mais um incômodo: é preciso falar alto com o bilheteiro, que fica atrás de um vidro. Caminhar é um luxoPelo alto preço que cobra o ingresso, o Cidade Jardim deveria instalar uma esteira rolante no longo corredor que separa a bilheteria das salas. Não tem poucoNo Jardim Sul, é difícil ver a numeração das poltronas. E a pipoca pequena tem preço e tamanho de média - como no Santana Parque Shopping.Maior abandonadoNo Butantã, há poltronas encardidas e o som do fliperama vizinho (ainda) invade a sala. A Playarte promete um novo complexo para este semestre.Nem vem que não temNão souberam explicar o motivo: no Cinesesc, só vendem pipoca depois da primeira sessão. Ou seja, vá de estômago cheio - ou leve a industrializada.Procura-se bilheteriaO saguão do Metrô Itaquera é grande - caberia até a bilheteria. Em vez disso, preferiram escondê-la depois da praça de alimentação do shopping.Pipoca é na panelaNós avisamos. Mas o Central Plaza resolveu ignorar o recado da edição do ano passado. Salas e corredores continuam infestados de pipocas.Pagou? Pode sentarNo Eldorado, um café vale um assento. Você só pode usar as mesas e cadeiras do hall depois de comprar algo na cafeteria. Pipoca não garante lugar. Bate que eu gamo Há tempos o cinema da Playarte no shopping Paulista vive sob a ameaça da Cinemark. E pelo abandono, já baixou a guarda e espera levar o nocaute.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.