Trilha tem clássicos

Além do CD duplo, cantora terá DVD

Lauro Lisboa Garcia, O Estadao de S.Paulo

05 de janeiro de 2009 | 00h00

Canções como Demais e Bronzes e Cristais, que têm trechos tocados na minissérie Maysa - Quando Fala o Coração, estão reunidas no CD duplo de mesmo nome, lançado pela Som Livre. Versátil, a voz exuberante de Maysa trina de emoção em outros clássicos em português (como Franqueza, Eu Sei Que Vou Te Amar e Bom Dia, Tristeza), espanhol, inglês e francês (a antológica Ne me Quittes Pas), num total de 27 faixas. Ela é autora de poucas canções - como O Que, Tarde Triste, Meu Mundo Caiu, Adeus e Ouça -, mas que primam pela autenticidade de quem vivia a poesia e o drama que cantava. Era como Edith Piaf (de quem ela interpreta no CD a versão de L?Hymne a l?Amour) e Billie Holiday - daquelas raras figuras de personalidade intensa, cuja carreira artística era consequência direta da vida pessoal, como a própria Maysa comprovou por escrito.O acabamento do projeto do CD condiz com o glamour que envolve a história da cantora. O encarte, em forma de diário, reúne fotos da minissérie, além de reproduções de desenhos e manuscritos de Maysa. As gravações são originais, bem como os arranjos e a voz insubstituível da cantora, que Jayme Monjardim fez questão de manter nos números musicais do programa.A maquiagem, o figurino e os penteados fizeram Larissa Maciel bem parecida com a original, mas o grande cuidado que ela e o diretor tiveram, como se comprova em cena, foi evitar a imitação. Exceto na parte musical. Larissa teve de tomar aulas de canto não só para dublá-la, para interpretá-la com a mesma postura, o olhar, a intensidade, a respiração, cantando de verdade nos ensaios. O resultado é bastante convincente."Nas músicas, Larissa teve de se aproximar do original. Havia a preocupação de fazê-la cantar como Maysa, para não desapontar o público, mas no aspecto da pessoa, se você pegar a Maysa verdadeira e a Larissa, a única certeza que você tem é que essa menina está vivendo essa mulher. Esse era meu medo, como fazer essa obra sem que as pessoas fiquem comparando com cada momento da Maysa", diz Monjardim.O CD duplo é o primeiro produto agregado à minissérie, que deve sair em DVD já em março. Os extras incluirão making of e os números musicais na íntegra. O grande atrativo, porém, serão cenas inéditas da Maysa verdadeira num programa de 22 minutos feito para a RTP (Rede de Televisão Portuguesa) em 1961. Além disso, a minissérie ganha uma versão cinematográfica de duas horas, que deverá iniciar carreira no exterior. As imagens foram registradas com a câmera digital Arriflez 21, de altíssima definição, usada, segundo Monjardim, pela primeira vez na televisão brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:
Maysaminisserie

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.