Trecho

No seu romance de 1899, The Hooligans Night, Clarence Rook definiu o seu herói, Alf, de 17 anos, como "preparado para o conflito" pela maneira como se vestia. Neste novo tipo, o requinte do dândi coexistia com a violência. "Enrolado no pescoço ele usava o lenço azul, salpicado de branco, que na minha memória sempre o traduzirá; por baixo dele, uma camisa leve." O "forte cinto de couro" do Scuttler não era a sua única arma: "Colocando a mão no bolso interno do paletó, e olhando cautelosamente ao redor, sacava um cutelo de manejo aparentemente fácil que sustentava na mão por um momento, como se tranquilizando a si mesmo quanto ao seu contrapeso."Rook descreveu um novo tipo urbano que não combinava com o bruto rufião da imaginação popular (...) O Hooligan brilhou na imprensa no fim da década de 1890 como uma ameaça para a sociedade, mas este era um tipo que refletia os valores de seus governantes através de um prisma fracamente distorcido. O jovem espancava a namorada e pensava que os estrangeiros eram "uma classe de gente" a ser "desprezada".

, O Estadao de S.Paulo

19 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.