Trecho

Vincent estava no quintal compartilhado. Eu já estava atrasada no meu uso do pátio, então fiquei um pouco ansiosa por vê-lo ali tão no fim do mês. Então tive uma idéia; eu poderia me sentar lá com ele. Botei uma bermuda, óculos de sol e óleo de bronzear. Mesmo sendo outubro, a temperatura ainda parecia de verão; eu tinha na cabeça uma imagem de verão. Na verdade, entretanto, ventava bastante e eu tive de correr atrás de um agasalho. Poucos minutos depois, corri de volta em busca de calças compridas. Finalmente, sentei numa espreguiçadeira ao lado de Vincent no quintal compartilhado e fiquei vendo o óleo de bronzear ser absorvido pela minha calça de brim. Ele disse que sempre gostou do cheiro de óleo de bronzear. Foi uma maneira muito gentil de mostrar que entendia a minha situação. Um homem gentil, assim é o Novo Homem. Perguntei-lhe como estavam as coisas na revista Punt e ele me contou uma história engraçada sobre um pastel. Como estamos no mesmo ramo, ele não precisou me explicar que "pastel" é gíria para "erro tipográfico". Se Helena tivesse aparecido, precisaríamos parar de usar nosso jargão profissional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.