Tony Judt cancela participação na Flip

Problemas de saúde impedem a vinda do historiador inglês; venda de ingressos começa amanhã de manhã, pela internet

Ubiratan Brasil, O Estadao de S.Paulo

09 de junho de 2008 | 00h00

O historiador inglês Tony Judt cancelou sua participação na Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que ocorre entre 2 e 6 de julho. Segundo seu agente, James Pullen, o autor, que acaba de ter seu livro Pós-Guerra (Objetiva) lançado no País, lamentou a decisão, tomada por motivos de saúde na família.Judt estaria na mesa Admirável Mundo Velho, programada para a quinta-feira, dia 3, às 19 horas. Os organizadores da Flip buscam um nome que possa substituí-lo, mas não descartam o cancelamento da mesa. Em seu livro, ele traça amplo painel do continente europeu que, em pouco mais de 50 anos, apagou a ruína deixada pela guerra e assumiu posto de liderança.A venda de ingressos começa amanhã pelo site www.ingressorapido.com.br e os preços já estão estipulados: R$ 25 para a Tenda dos Autores e R$ 8 para a Tenda do Telão, com limite de dois ingressos por pessoa.A partir deste ano, os organizadores estudam a possibilidade de o evento ser transmitido ao vivo pela internet, graças à parceria (e patrocínio) da OI. ''Ainda não está confirmado, mas a possibilidade é grande'', comentou Mauro Munhoz, presidente da Associação Casa Azul, responsável pela Flip.Neste ano, a tradicional oficina terá um tema inédito em relação aos anos anteriores: o roteiro cinematográfico. O trabalho será conduzido pelo cineasta brasileiro Karim Ainouz, diretor de Céu de Suely, e pela argentina Lucrecia Martel, que fez os filmes O Pântano e A Menina Santa. Ela fará uma participação especial com uma conversa em torno do tema Os Processos de Escrita no Cinema e as Conversas Familiares.A seleção dos candidatos ocorrerá por meio de análise de currículos que devem ser enviados pela internet (selecaooficina@flip.org.br) até quarta-feira. Serão selecionados 60 nomes, anunciados no site da Flip a partir do dia 18.Com a disposição de promover o diálogo da literatura com outras áreas de cultura e lazer, a Flip terá mesas sobre assuntos inéditos, como o futebol, a ser debatido, no dia 6 de julho, por José Miguel Wisnik e Roberto DaMatta, que escreve no Estado às quartas-feiras. Outros colunistas, aliás, estarão presentes: Luis Fernando Verissimo vai comandar a mesa do dramaturgo inglês Tom Stoppard e Matthew Shirts, a de David Sedaris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.