Todo mundo quer saber o que eles fizeram na noite passada

Sucesso absoluto de bilheteria, Se Beber, Não Case flagra uma atrapalhada despedida de solteiro em Vegas

Elaine Guerini, LOS ANGELES, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2009 | 00h00

Tudo pode acontecer (e geralmente acontece) quando Hollywood retrata uma despedida de solteiro em Las Vegas. Até aí nenhuma novidade, a não ser que o roteiro propositadamente pule as cenas com as loucuras dos marmanjos. Como é o caso da comédia Se Beber, Não Case, uma das produções mais lucrativas desta temporada de verão norte-americano. Parte do sucesso do filme, realizado com US$ 35 milhões e responsável pela bilheteria mundial de mais de US$ 400 milhões, está na estrutura narrativa. Assim que quatro amigos fazem um brinde, marcando o início do que promete ser uma noitada memorável, o filme avança para a manhã seguinte, deixando o espectador louco para saber o que realmente aconteceu. Veja o trailer de Se Beber, Não Case"Não teria a menor graça filmar a história de forma convencional. Desde o início, a ideia era mostrar que tudo deu errado, mas fazer os personagens correrem atrás de pistas, já que nenhum deles se lembra de nada e, para piorar as coisas, o noivo ainda desapareceu", diz o cineasta Todd Phillips. Mais conhecido por Dias Incríveis (2003), o diretor tem mais um palpite para explicar o êxito comercial de Se Beber, Não Case - que recentemente desbancou Um Tira da Pesada (1984), tornando-se a comédia adulta (R-rated) mais vista de todos os tempos nos EUA. A história até vai ganhar uma continuação, com lançamento previsto em 2011. "A plateia se importa com os personagens porque eles não são os babacas machistas, típicos de filmes masculinos. É por isso que eles têm empatia com as mulheres também. Os caras são do bem. Simplesmente são azarados."Os quatro amigos são interpretados por Justin Bartha, no papel do noivo, por Bradley Cooper (o bonitão da turma), Ed Helms (o caretinha) e Zach Galifianakis (o maluco). "Demos muita sorte por termos personalidades completamente diferentes, o que ajudou Phillips a explorar aquela sensação de desconforto nas amizades masculinas", afirma Cooper. Do elenco, ele foi o que mais capitalizou com o fenômeno Se Beber, Não Case. Já está comprometido com duas grandes produções: Esquadrão Classe A, adaptação da série de TV dos anos 80, e Valentine?s Day, onde fará par romântico com Julia Roberts. "Esse papo de que eu sou o cara do momento deixou a minha mãe e a minha agente muito satisfeitas"'', brinca o ator.A equipe passou quase dois meses filmando em Las Vegas, cercada de "tentações"''. "Parece que toda a cidade foi concebida para encorajar o mau comportamento. Tudo é motivo para você se lançar na jogatina, passar a noite com uma prostituta ou se acabar na churrascaria", conta Helms, que tirou um implante da boca para dar mais autenticidade quando o seu personagem acorda sem um dente da frente. Para Phillips, o maior desafio foi conseguir dormir depois de um longo dia (ou de uma longa noite) de trabalho. "Numa filmagem normal, você volta para casa às cinco horas da manhã, quando tudo está calmo. Mas Vegas não para nunca. São 24 horas de agitação. Aquele barulhinho das máquinas dos cassinos não saía da minha cabeça." Heather Graham, que interpreta uma stripper no filme, sobreviveu à cidade do pecado com "muita meditação e ioga". "Pior foi ser a única mulher no set. No começo, foi divertido estar cercada de homens, que me cobriam de atenção. Mas, aos poucos, a testosterona foi ficando demais para mim. Passava as horas de folga pendurada no telefone com as minhas amigas." ServiçoSe Beber, Não Case (The Hangover, EUA/2009, 100 min.) - Comédia. Dir. Todd Phillips. 14 anos. Cotação: Bom

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.