Textos familiares

É ninguém menos do que o único filho vivo de Hemingway, Patrick, quem assina o prefácio da nova edição de Paris É Uma Festa. Não por acaso, ela foi preparada por seu próprio filho, Sean, neto, portanto, do escritor. Segundo Patrick, "desde o início dos tempos, são comuns novas versões de importantes obras literárias". Sean, curador-assistente do Museu de Arte Moderna de Nova York, vai além. Em entrevista ao jornal San Francisco Chronicle ele se defende das críticas afirmando que todos os trechos incluídos na nova edição foram escritos por seu avô. Mais: para Sean, as inserções, retiradas de outros cadernos de anotações do escritor, aproximam a obra das intenções originais de Hemingway, que não viveu para acompanhar a edição do manuscrito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.