Tela inédita do 'aduaneiro Rousseau' é vendida por € 2,6 milhões em Mônaco

Quadro 'Dois Leões à Espreita na Selva' estava em Paris e ficou desconhecido por cerca de 40 anos

AFP, O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2016 | 22h01

Um quadro inédito de Henri Rousseau, conhecido como "o aduaneiro Rousseau", intitulado Dois Leões à Espreita na Selva, foi adjudicado na quarta-feira (14) por 2,6 milhões de euros em um remate em Mônaco, anunciou a casa de leilão de Montecarlo (HVMC).

A tela de 84,5 cm x 119,8 cm é uma obra que data entre os anos de 1909 e 1910, segundo o catálogo. A obra foi pintada no fim da vida do pintor francês, que morreu em 2 de setembro de 1910.

A pintura representa uma selva virgem, bela, na qual aparecem as cabeças de duas feras e um pássaro pousado sobre a grama.

Segundo Franck Baille, cofundador da HVMC, citado no diário regional Nice-Matin, a tela "se encontrava em Paris e se manteve desconhecida durante 30 ou 40 anos antes de ser recuperada, estendida e fixada sobre uma moldura em 2007".

Encontrado em excelente estado, o quadro nunca passou por restauração.

Mais conteúdo sobre:
Henri RousseauArte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.