Tela chinesa bate recorde na Christie?s

Um quadro do artista chinês Zeng Fanzhi, referente à revolução cultural chinesa, foi vendido por US$ 9,7 milhões num leilão em Hong Kong. É um novo recorde para a arte contemporânea chinesa. A tela Máscaras (série 1996, número 6) fez parte de um lote de arte chinesa levado à venda pela casa de leilões Christie?s no sábado, que alcançou o montante de US$ 60,1 milhões. Nascido em 1964, Zeng Fanzhi é um dos artistas mais valorizados da China. O quadro arrematado mostra oito pessoas mascaradas que remetem à Guarda Vermelha durante a revolução comandada por Mao Tsé-tung em 1966.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.