Tati e seu homem-silhueta, o gentil Sr. Hulot

Evento coloca em perspectiva o gênio cômico do ator e diretor celebrado em Cannes, neste ano

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

02 de junho de 2009 | 00h00

Cannes já se havia vestido de gala, há alguns anos, para assistir à versão restaurada de Meu Tio, clássico de Jacques Tati vencedor da Palma de Ouro de 1959. Este ano, Cannes Classics restaurou outra obra-prima do ator e diretor, As Férias do Sr. Hulot. Ambos os filmes integram a retrospectiva de Tati que começa hoje na cidade. Mesmo não sendo exibidos nas cópias zero bala que encantaram a plateia ?cannoise?, o interesse é inegável. O conhecimento da obra de Tati é tarefa fundamental de todo cinéfilo que se preze.No belo texto que escreveu para o dossiê de As Férias do Sr. Hulot, Serge Toubiana, ex-redator chefe de Cahiers du Cinéma e atual diretor da Cinemateca Francesa (responsável pela restauração), começa fazendo uma pergunta ingênua - o que faz o Sr. Hulot, quando não está de férias? Ele tem uma profissão? Na verdade, não sabemos muito, ou nada, sobre ele. O Sr. Hulot é simplesmente uma silhueta, um homem desenhado que se move, mas esse movimento é tudo.Hulot quase não fala, aliás, ele não fala e passa pelo mundo como um inadaptado. Embora gentil, é um permanente provocador de desastres, o que o transforma num subversivo num mundo que - Tati intuía nos anos 50 e 60 - se tornava cada vez mais ?funcional?. Detalhe curioso - mesmo sem uma profissão definida, ele vive empenhado em alguma atividade (pescar, jogar tênis, etc.) e, ao seu redor, todo mundo tenta trabalhar (o garçom, o gerente do hotel), mas há um caos do mundo que dificulta a tarefa.O segredo de Tati consistia em desdobrar seu herói solitário nas demais figuras. Ele cria uma espécie de coreografia cênica, um bailado. E tão importante quanto a imagem, é o som, que substitui os diálogos. Tati fez poucos filmes. Além dos dois citados, Escola de Carteiros, Carrossel da Esperança, Tempo de Diversão e As Aventuras de M. Hulot no Tráfico Louco. Bastaram para imortalizá-lo como um dos grandes - um dos maiores - do cinema. ServiçoO Mundo de Tati. CCBB. Rua Álvares Penteado, 112, 3113-3651. 15 h, 17 h, 19h30 (sáb. e dom., 14 h, 16 h, 18 h). Grátis. Até 7/6

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.