AP
AP

Sotheby's leiloará quadro de Frida Kahlo que não era exposto há 60 anos

Obra da pintora mexicana estava desaparecida

EFE

16 de novembro de 2016 | 16h36

NOVA YORK - A casa de leilões Sotheby's anunciou nesta quarta-feira que na próxima semana colocará à venda em Nova York o quadro Menina com Colar, uma obra da pintora mexicana Frida Kahlo que estava desaparecida há mais de seis décadas.

Trata-se de um óleo sobre tela pintado pela artista mexicana em 1929, que a Sotheby's avalia entre US$ 1,5 milhão e US$ 2 milhões, e que será uma das joias do leilão de arte latino-americana que será realizado no próximo 22 de novembro em sua sede nova-iorquina.

"Sabia que a Menina com Colar existia desde 1988 porque vi uma foto do quadro em preto e branco em catálogos. Mas jamais imaginei que o original fosse uma pintura tão bela", afirmou em comunicado o chefe de arte latino-americana da Sotheby's, Axel Stein.

Meses atrás, uma antiga assistente pessoal de Frida Kahlo procurou a casa de leilões e revelou que em 1955, um ano depois da morte da artista, seu viúvo Diego Rivera lhe presenteou com o quadro para que tivesse um "lembrança" da pintora.

Desde então o quadro nunca foi exposto em público e permaneceu pendurado nas paredes da casa da mulher na Califórnia, embora há anos se sabia de sua existência por uma fotografia em preto e branco feita por Lola Álvarez Bravo, amiga de Kahlo.

Os especialistas da Sotheby's asseguram que Menina com Colar, que a artista mexicana pintou no início de sua carreira, terminou convertendo-se em uma fonte de inspiração para muitos dos autorretratos que fez durante sua vida.

Tudo o que sabemos sobre:
ArteFrida Kahlo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.