Sociólogo analisa os mecanismos do medo

Medo Líquido Zygmunt Bauman Jorge Zahar 240 págs., R$ 29,90 Segundo o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, a utopia do controle sobre os mundos social e natural desmoronou com o advento da era líquido-moderna. Não há mais certezas com solidez. Estudioso da contemporaneidade, ele analisa os fundamentos do medo em novo contexto. Seu trabalho busca compreender por que as pessoas estão sempre dentro de shopping centers ou andam em carros blindados de vidros escuros e de onde vem o temor descontrolado em relação à violência nas grandes cidades, ao terrorismo e à fúria da natureza. Ele destrincha os obstáculos que impedem o entendimento da situação geradora de graves ansiedades no indivíduo. A tradução é de Carlos Alberto Medeiros. [

O Estadao de S.Paulo

19 Janeiro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.