Sexo, do jeito que Tinto Brass gosta

Tire as crianças da sala. Às 10 da noite, entra em cena, no Telecine Cult, o provocativo Tinto Brass, com um filme do fim dos anos 80. Amor e Paixão é interpretado por Nicola Warren e por um monumento de carnalidade, Francesca Dellera, bem como o diretor italiano gosta. Tinto Brass lançou a moda do pornô nazista, com as mulheres nuas e os uniformes nazistas de Salon Kitty. Depois, houve o imbróglio de Calígula, que o produtor Bob Guccione enxertou com cenas de sexo explícito que o diretor se recusou a avalizar. Mas o sexo esteve sempre presente em seu trabalho. Está em Amor e Paixão, sobre casal que tenta vencer o tédio da relação por meio de aventuras extraconjugais. Só que os amantes passam, e o tédio continua.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

04 Março 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.