Sereia desafia as origens e vive o sonho do amor

Ressurgência IcamiabaDeborah GoldembergDemônio Negro72 págs., R$ 25 Formada em antropologia pela London School Economics, a paulistana Deborah Goldemberg baseou-se em lendas amazônicas para criar Ressurgência Icamiaba. Essa ficção aborda a dificuldade da realização do amor e as contradições que regem os relacionamentos. Na trama, a sereia Kianda envolve-se com o escravo fugitivo Oxum. Ocorre que, na Nação Icamiaba, as sereias optaram por "abolir o risco do amor e abraçar uma vida de harmonia perene". Assim, Kianda é a personagem que desafia as convenções de suas companheiras para viver o sonho do amor, tecendo novos paradigmas sobre esse sentimento. A história revela um feminismo exacerbado, ao mesmo tempo idílico e opressivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.