Sand Saref

Tem uma cena em Spirit em que o herói invade o quarto do hotel onde a ladra Sand Saref (Eva Mendes) está hospedada. Ela está saindo do banho. Ele diz: "Mãos ao alto!" Ela diz: "Tem certeza?" Ele repete a ordem, ela levanta as mãos e a toalha cai.É nesse ponto que Eva Mendes se apresenta definitivamente como uma das atrizes que mais elevam a temperatura nas telas de cinema atualmente. "Veja, não tem como um diretor chegar e dizer para uma atriz: seja sexy! Isso não funciona. Assim como não tem como ele chegar para um ator e dizer: seja durão! Isso é algo que acontece à nossa revelia, com uma conjugação de fatores: um vestido mais justo, um diálogo, um clima com o parceiro de cena", disse Eva ao Estado.E ela sabe criar clima. No filme, Eva está mais sexy que nunca, e tira uma fotocópia das próprias nádegas para provar ao mundo seu poder. Na cena da toalha, há uma panorâmica completa de toda sua região lombar, e ela garante que não teve dublê de corpo.Ao vivo, Eva é menor do que parece no cinema, mas igualmente sedutora. Tem 34 anos, mas sorriso de menina de 20. Vai enumerando os projetos que tem pela frente: está no elenco do novo filme de Werner Herzog, The Bad Lieutenant, e interpreta uma adúltera em Last Night, de Massy Tadjedin, ao lado de Keira Knightley.Está casada com um desconhecido, o produtor George Augusto, que ela também define como "parceiro de negócios", e constrói uma casa para morar. Cita Frank Lloyd Wright, Gaudí e Frank Gehry para definir o tipo de mistura arquitetônica que procura para o refúgio. Às jornalistas de celebridades que faziam perguntas, ela sentenciou: "Não sou uma viciada em compras. Não tenho obsessões particulares. Bom, talvez uma: adoro massagens, corporais e faciais. Qualquer tipo. Adoro." {HEADLINE}

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.