Saco de gatos embrulhado para presente

ESTRELAS SEM BRILHO: Diferentemente de Natal Bem Brasileiro, o CD Estrelas do Natal (MZA Music) reúne parte do repertório nacional e canções tradicionais estrangeiras vertidas para o português, com sotaque brasileiro até certo ponto. Entre elas estão White Christmas (Irving Berlin), Silent Night (Franz Gruber) e Feliz Navidad (José Feliciano, que faz dueto na faixa com Ivan Lins). O elenco de intérpretes é um saco de gatos e inclui Margareth Menezes, Martinho da Vila, Joanna e uma certa Brisa. Enquanto o outro CD respeita os ritmos originais das canções, este traz versões bizarras como Noite Feliz cantada por Alcione em ritmo de samba, Natal Branco em bossa de elevador por Jorge Vercilo e uma horrenda versão instrumental de When I Wish Upon a Star, com o sax meloso de Caio "Kenny G" Mesquita. Elba Ramalho canta a Ave Maria de Gunod em latim. Chris Oyens (na versão instrumental de Let it Snow, Let it Snow) e Zeca Baleiro (imprimindo acento nordestino a Boas Festas, do baiano Assis Valente) destoam do resto por apresentarem os únicos arranjos decentes. No mais, o álbum, produzido por Marco Mazzola, parece viajar no tempo de volta ao pior período para a música popular: os famigerados anos 80. Os arranjos, cheios daquele irritante tilintar de "bar chimes", tecladeira e saxes de FM, põem a perder até mesmo interpretações charmosas, como a de Fernanda Takai para O Velhinho (Otávio Filho). A capa do CD, que lembra a embalagem daqueles panetones de procedência duvidosa, já é um sinal de alerta.

, O Estadao de S.Paulo

12 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.