Romance inovador fala da agonia de uma classe

O DelfimJosé Cardoso PiresBertrand Brasil320 págs., R$ 39 Publicado há 40 anos, O Delfim é um romance que desvenda, de modo impiedoso, a agonia, entre espasmos de prazer, da aristocracia lusitana de base agrária. Considerado um renovador das letras lusas ao lado de Augusto Abelaira e Orlando Costa, José Cardoso Pires morreu há dez anos. Para lembrar as duas datas redondas é relançado O Delfim, um dos responsáveis por alçar a ficção portuguesa a uma dimensão internacional, e que buscou um objetivismo direto, mesmo quando trata de temas psicológicos. O protagonista - o Engenheiro -, ao perder o homem, perde a sua dimensão humana. E assume uma configuração simbólica à qual o autor alia a adoção de múltiplos ângulos para tratar do seu tema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.