Romance fala da trajetória da preferida de Maomé

A?isha bint Abi Bakr?s nasceu em 613. É filha de um rico mercador de Meca e vive no exótico mundo árabe no século 7º, tempo da fundação do islamismo. Tendo se casado aos 9 anos, ela se tornou a esposa favorita do profeta Maomé, e uma das mulheres mais veneradas pelos muçulmanos. The Jewel of Medina, escrito pela jornalista Sherry Jones, causou polêmica ao iluminar o caminho pedregoso de A?isha. Sua companhia, segundo o romance relata, se tornou indispensável para as decisões tomadas por Maomé (570 ou 580- 632). Por meio da trajetória heróica de A?isha, que enfrentou o ciúme das outras esposas é possível entender o conturbado nascimento da fé islâmica, marcado por lutas cruentas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.